CABINE

[RESENHA] A OUTRA.

Livro: A Outra
Duas irmãs. Uma troca
Autor (a): Juliana Dantas
Páginas: 400
Editora: Independente


A tímida e insegura Melissa Blake, passou a infância e adolescência como filha única, se mudando de cidade em cidade com uma avoada mãe que vivia a caça da próxima aventura. Adulta, se mudou para Nova York para fazer faculdade e gostava de escrever apenas para si, enquanto suportava um emprego chato como secretária numa pequena editora tendo encontros mornos com caras desinteressantes, sempre sonhando que um deles iria arrebatar seu coração e colocar em sua mão um lindo anel para depois terem lindos bebês e serem felizes para sempre.
Há três anos, Melissa viu sua vida mudar inesperadamente ao se tornar Mel Blake, uma das escritoras mais badaladas da atualidade. E agora, aos vinte e oito, Mel é uma jovem mulher muito rica, dona de um espaçoso apartamento no Upper East Side e com mais dinheiro do que poderia gastar, afinal, continuava sendo uma garota simples que odiava ser o centro das atenções e que trocaria tudo por uma família para amar.
Porém, às vezes, a vida toma um rumo totalmente extraordinário sem que possamos prever ou evitar. Sua mãe é acometida por uma grave doença e com a proximidade da morte, confessa a Mel algo que mudará tudo para sempre: A existência de sua irmã gêmea, Melanie.
Surpreendida, Mel se encontra com a irmã descobrindo que, apesar de idênticas na aparência, não poderiam ter histórias mais diferentes.
Vivendo uma existência simples em uma pequena cidade com seu marido e filhos, Melanie vê o chamado de Melissa como uma oportunidade para fugir de uma situação na qual se sente presa e infeliz. E se surpreende quando descobre que sua irmã é rica e famosa, tudo o que sempre sonhou para si. E mais: sua vida simples e bucólica é algo tão almejado por Mel.
Seduzidas, uma pelo glamour e a outra pela simplicidade, as gêmeas entrarão num jogo de troca de identidade tão perigoso quanto tentador.

Apesar de ver muitos e-book grátis no Amazon, não é sempre que baixo algum que valha a pena o tempo gasto com a leitura e nestes casos eu não hesito em excluir o livro, pois eu não sou obrigada!

A outra, foi um e-book que me conquistou por sua despretensão e pela sensação nostálgica que senti durante a leitura. A premissa dele é A Usurpadora escrita, sem tirar nem por.
Pra quem não sabe, A Usurpadora foi uma telenovela mexicana, de grande sucesso aqui no Brasil, reprisada inúmeras vezes pelo SBT e eu assisti todas, pois eu amo Paola Bracho (Gabriela Spanic) e Carlos Daniel (Fernando Colunga).


Mas chega de falar da novela e vamos ao livro, que é quase a mesma coisa rsrs.

A sinopse, como de costume, vem revelando grande parte da trama, agora fazendo um resumo do resumo fica assim:
Melissa Blake, é uma escritora famosa, que morre de medo da fama e tem aqueles sonhos que nossa vó teve, de ter uma casinha no mato, com um bom marido e uns filhos pra criar. Ela viveu com a mãe, quase uma hippie, que diz ter sido abandonada pelo marido e ponto.
Melanie Martin, mora em uma casinha com um bom marido e seus filhos, mas sonha com uma vida na cidade grande, de preferencia livre, leve e solta. Ela foi criada pelo pai, um antiquado policial que sofre vendo a falta de responsabilidade da filha.

Uma não sabe da existência da outra, mas quando descobrem que são irmãs gêmeas não tardam a se conhecer e ver o quão a vida da outra é perfeita. Nessa parte para quem assistiu a novela é de se virar os olhos, pois tudo é muito previsível e tedioso, com uns diálogos forçado entre as irmãs. Mas é quando finalmente elas trocarão de lugar que o livro despertou todas as minhas emoções.

Foi aquela semelhança que nos fez trocar de lugar. Uma querendo a vida da outra. Enganar a todos com nosso egoísmo.

No geral o livro vai acompanhar a rotina de Melissa no lugar da Melanie, tentando conquistar os sobrinhos/filhos e o perdão do cunhado/marido, uma vez que a cada página que se passa vamos descobrindo como Melanie é manipuladora, uma mãe desnaturada, uma esposa infiel e todos a sua volta não suportam sua postura diante da vida que leva.

Eu estava ali somente como uma substituta. Esperando a verdadeira Melanie retornar. Eu deveria apenas representar um papel. Não deveria entrar nele como se fosse meu por direito. 

Confesso que o meu santo não bateu com Melanie desde o começo, ela soa inveja e presunção, mas depois que fui conhecendo sua família e descobrindo suas atitudes eu passei a odiá-la, ela é desprezível como mãe e extremamente egoísta. Em contra partida temos Connor Carter, o esposo. Gente, que homem, é o sonho de toda mulher. Um pai exemplar, marido prestativo e muito gato.

Tudo o que mais queria na vida era sair daquele lugar sufocante. Sonhei a vida inteira com isso, mas estava grávida e quando papai descobriu praticamente exigiu que Connor se casasse comigo.

A construção dos personagens é muito bem feita, vejo isso nas crianças que compõe a família Carter. Tudo é condizente com suas idades e com os traumas que cada uma carrega com relação a mãe relapsia que possuem. São três crianças que assiste a tempos o pai dormir no sofá e a mãe fazendo sabe lá Deus o que e onde.

Os personagens secundários também merecem destaque. Temos cunhada que não pode ter filhos vivendo em conflitos psicológicos. melhor amiga para retratar o ditado "diga com quem tu andas e eu direi quem tu és" e temos ex louca para o circo pegar fogo para ela reconquistar o príncipe. Não falta nada.

Falando em cunhada, Natalie é uma mulher prepotente, que se acha no direito em mandar nos filhos e na casa dos outros, porém isso tudo é o que Melanie nos faz acreditar e que passamos a ver dessa maneira, por influência. Com o decorrer da história vamos aprendendo a ver ela com outros olhos, tendo empatia por sua situação e compreendendo algumas de suas atitudes. Gostei muito como a autora trabalhou o psicológico de cada um dos personagens.

Gosto de Natalie independente do fato de termos filhos ou não. Mas ela... ela não esquece e, pio, desenvolveu esta obsessão por seus filho.

Assim como a eterna Paola Bracho, Melanie teve muitos casos amorosos e mesmo casada não consegue se manter fiel, sempre culpando as atitudes do marido por sua falta de caráter.
A autora conseguiu ser bem discreta e muito sútil com as cenas hots da trama, então se espera algo mais quente não vai encontrar. Aqui essas pouquíssimas cenas são mais sensuais e carinhosas, algo bem parecido como quando vivemos nosso primeiro amor.

E o desfecho, parece com o da telenovela? Sim, sim. Como quase tudo no livro. Mas isso não faz da leitura ruim, pelo contrário. A autora me cativou com algo que já conheço, me prendeu em sua trama pela minha sede de emoções e isso o livro todo desperta que é uma beleza e mesmo prevendo tudo eu me deixei levar pela escrita ágil dela.

A Outra, é uma livro que eu recomendo, para quem quer passar o tempo, para quem quer curar de uma ressaca literária, recomendo para quem assistiu A Usurpadora e gostou, mas também para quem não viu, pois é uma trama que vale a pena e o melhor de tudo isso... foi grátis.


40 comentários:

  1. Olá Camila, tudo bem? Nossa, que resenha maravilhosa você escreveu, já imaginava que ele era parecido com a novela A Usurpadora mas, não achei que fosse tanto assim..rs! Estou lendo o livro e até agora achei as semelhanças bem sutis, fico feliz que a história tenha funcionado para você, é tão ruim quando baixamos um e-book e a história é ruim.

    Beijos e abraços
    http://resenhasdaviviane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Camila, tudo bem? Primeiramente essa foto de Paola haha me lembrou do tempo que eu assistia novela! kkkkk
    Faz muito tempo mesmo! Eu vi a Usurpadora.. Entre outras novelas mexicanas.. Socorro! Essa fase foi estranha! rsrs
    Uma das coisas que me desanima muito em uma leitura é quando a sinopse é um imenso spoiler que revela o que esperar da trama.. Gosto de sinopses menos reveladores, onde temos a chance de nos surpreendermos com um enredo, sem ter ideia do que esperar!
    Apesar de ser um tipo de livro que não tenho mais lido com frequência, isso me relembrou o passado de novelas mexicanas e tenho que confessar que me bateu uma certa nostalgia e curiosidade.. Não vou ler por agora, mas vou deixar essa sua sugestão salva para quem sabe posteriormente dar uma chance.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Nunca tive vontade de ver A usurpadora, aquelas tramas mexicanas me deixavam maluca. Também não fiquei com vontade de ler o livro. Simplesmente não consigo acreditar no enredo, sabe, isso delas trocarem de lugar não conseguiria me convencer. Olha que sou louca por fantasia, mas aí é algo que não tem nada a ver mesmo com o real, e tudo bem. Já no caso de enredos com pessoas "comuns", preciso acreditar nele e me identificar com a trama, e isso não aconteceu dessa vez. Mas que bom que gostou.

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Eu amo A Usurpadora, porque tem toda aquela previsibilidade, mas as personagens tornam-se em algum momento uma a outra e isso é fascinante.
    Gosto de livros que tragam aquela sensação de segurança como esses que já sabemos o final, porque a vida real é tão cheia de emoções e insegurança que cansa viver nessa loucura e um bom romance com final feliz deixa qualquer leitor satisfeito.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Geeeeentem, que historia babadeira, to aqui de queixo caido rsrs A Usurpadora, menina, assistia alguns capitulos, achava muito ruim, mas via pq todo mundo na escola via e não queria ficar por fora (coisas de adolescentes). Fiqueei com nojinho da Melaine, achei chatinha, gostei mais da Melissa.
    Mas só em ebook? Ainda nao me acostumei com ele, quem sabe nao chega no fisico? Iria adorar ler.
    Bjos floooor

    ResponderExcluir
  6. Eu também assisti a todas as reprises dessa novela, e se passar de novo capaz de eu ver também (se tiver tempo, né? hahaha) Eu lembro de ter visto alguma postagem sua falando sobre esse livro e já fiquei curiosa com ele, mas eu achava que era um livro lançado antes da novela e que a novela teria sido uma adaptação, viajei e não foi pouco nessa ideia louca hahahaha
    Mas eu gostei muito da premissa do livro e tenho certeza que vou amar se for ler

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila, eu não assisti a novela, mas lembro bem. Achei bem interessante a ideia central, me lembra um filme das gêmeas, que assistia quando mais nova, que as meninas trocavam de lugar, enfim.
    Se a autora soube conduzir bem as duas personagens trocadas, acho que vale a pena ler. Eu também estou sempre de olho nestes livros grátis da Amazon, mas não é sempre que a leitura me cativa.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiii Camila

    Eu AMAVA a Usurpadora. Assisti todos os capitulos e depois revi a novela no idioma original. Adorei a premissa do livro, lembra muito mesmo a novela e parece ter um desenvolvimento interessante. A capa ficou perfeita e coerente com a história que apresenta. Eu leria

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila, li esta semana, aliás, a resenha sai amanhã. Também não topei com a Melaine, mas seu gesto final tocou meu coração, confesso. Connor é só amor por ele, realmente um homem que toda mulher deseja. Foi mais um livro da Juliana que eu adorei.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Amei que o livro tenha te feito lembrar a Usurpadora, sério! Mas vamos falar do livro. Eu preciso urgente, já tinha visto ele na amazon mesmo, mas ainda não tinha dado muita atenção a ele, agora sei que vale a pena vou ler com certeza, e espero gostar também

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Adorei sua resenha!
    Gostei de saber que a obra lembra muito a novela Usurpadora pois foi uma novela que gostei bastante de acompanhar anos atrás... Já anotei sua dica!
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Tenho esse livro baixado no kindle também, e juro que eu baixei porque achei que seria assim parecido com a novela eu adoro essas tramas de irmãos(as) gémeos fico imaginando fazendo parte de algo assim. Agora que já sei que vale a pena vou conferir logo essa obra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas deu para perceber que você tem razão e a trama é muito parecida (quase idêntica) com A Usurpadora. Confesso que, quando era mais nova, eu adorei a novela e assisti mais de uma vez.
    Porém, o livro não despertou minha curiosidade. Achei clichê e muito dramático, fugindo muito do estilo de livros que eu leio.
    De qualquer forma, gostei de conferir sua resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá Camila,
    Sou a louca de A usurpadora e tenho muita vontade de ler um livro parecido, então, claro que vou encontrar isso nesse livro, o que me atrai demais. Eu acho que entendo você quando diz que seu santo não batei com uma das personagens, eu já me senti assim também. Espero que esse livro me agrade, pois vou ler pra ontem rs.
    Beijos,
    https://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  15. Um livro baseado na Usurpadora? Adoro! Hahaha fiquei bem curiosa, e acabei lembrando automaticamente da novela assim que li o título do livro. Espero poder ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Muito difícil alguém não ter gostado da Usurpadora. Também não perco as reprises.
    Eu gostei da premissa da obra e acho que ainda não li um livro assim.
    O único problema é que não consigo ler e-book, mas acho que posso fazer um esforço.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Eu baixei esse livro no meu kindle mas ainda não consegui ler, ainda não havia lido resenha nenhuma sobre, mas gostei de saber sua opinião sobre ele e entender mais sobre a história, quando você disse que o enredo lembrava A Usurpadora eu viajei no tempo, nossa como eu assisti essa novela. rs

    Obrigada pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Também senti o ar de "A Usurpadora" na premissa do livro (e faço parte do time de loucos por Paola Bracho hehe). Apesar de ter adorado a novela, não sei se gostaria do livro - sou mais do tipo thriller e romance policial. Não custa dar uma chance também, né?

    Beijos,
    Luisa
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderExcluir
  19. Nossa, tenho uma amiga apaixonada pela A Usurpadora e precisa saber desse livro. Essa Melanie é do balacubaco, hein! Gostei de saber que a autora trabalhou o tema hot de forma mais sutil.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  20. Olá tudo bem? Achei a capa e título do livro bem sugestivos, gostei bastante da sua resenha não assisti a novela mais já ouvi muitos comentários sobre ela, beijos!

    ResponderExcluir
  21. Camila sua resenha estava uma delicia de ler, fluiu super bem e me deixou curiosa.
    Confesso que não é muito meus estilo de leitura, mas quem sabe!?
    Por ser um nacional não descarto a possibilidade de ler um dia. Adoro conhecer novos autores.
    Valeu pela dica. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bem? Realmente a sinopse lembra muito A Usurpadora haha Como gosto da novela, arriscar no livro não vai ser um sacrifício para mim. Por isso, dica anotada! Sua resenha passou bastante coisa da história e levantou pontos interessantes. Adorei!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá Camila, não conhecia esse livro, mas só pela nostalgia do enredo ser igual a da novela Usurpadora já fiquei bem curiosa, além de que gostei de saber que a autora soube trabalhar muito bem todos os personagens *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Morri de rir com essa foto e por ser tão parecido com a novela.
    Não li nada ainda da Juliana e essa comparação me deixou bem com vontade de ler. Pois assisti toda a novela na época e gostei bastante.
    Apesar de conhecer as semelhanças dos personagens, fiquei curiosa pra saber como a autora conduziu toda a trama.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  25. Olá Camila, tudo bem?

    Eu sou daquelas que baixa mil e-books em promoção e não lê nenhum por não gostar dessa plataforma, rs. E posso ter amado A Usurpadora, mas infelizmente o enredo deste livro não me chamou em nada a atenção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Oii.
    Eu sou a louca dos e-books grátis. sempre estou conferindo. Esse livro eu ainda não conhecia.
    Mas já fiquei bem curiosa para conhecer depois dessa resenha. já vou lá na Amazon procurar para ler.
    Bjs Mary

    ResponderExcluir
  27. Só por ter relação com a Usurpadora eu já quero! Adorei ler a sua resenha e saber mais da história!

    ResponderExcluir
  28. Já quero ler!!!! Afinal de contas, sou fã incondicional de A Usurpadora! Nossa! Como amo essa novela! A Paulina é uma sofredora, que chora a novela quase toda, a Paola é uma víbora que se sai com a sua em vários momentos... o Carlos Daniel sabe ser machista e arrogante, mas eu amava tudo na novela!kkkkkkkkk... E ainda amo! Até deu vontade de assistir de novo.kkkkkkkkkk... Nunca li um livro baseado nessa novela e acho que vou amar a experiência. :D

    ResponderExcluir
  29. Eu não assisti A Usurpadora e a premissa da novela não me é muito familiar, por isso acho que leria este livro aqui sem imaginar absolutamente nada da história. è muito bom quando lemos um livro despretensioso e ele nos surpreende.
    Valeu pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Oi Camila.

    Eu gostei da sua resenha e como a história tem semelhança com A Usurpadora, eu vou adicionar na minha lista de desejados para ler. Pela sua opinião será um bom passatempo. Dica anotada.

    Bjos
    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oie!
    Nunca assisti a novela, mas adorei seu ppost! A capa dele é lindíssima, e eu adorei o enredo. Já foi pra lista!

    ResponderExcluir
  32. Oiiiii,

    Ja quero! Eu adoravaaaa A Ursupadora e um livro que tem uma premissa igual já me ganhou de cara! Quero saber como a trama vai ser manejada e como as personagens são guiadas até o fim.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  33. Oi, Camila! Nossa, bem no estilo A usurpadora! hahaha
    Não sei se leria. Esse tipo de história com gêmeas trocando de lugar não faz muito meu estilo (embora eu também tenha assistido e gostado da novela), mas se for realmente parecida com a novela, me dá a impressão de ser um dramalhão água com açúcar. Quem sabe um dia não mude de ideia, não é?
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  34. Oi Camila! Tudo bem?
    Não sei se dou risada ou se fico chocada com o fato de que existe um livro bastante baseado em "A Usurpadora", porque eu assisti essa novela algumas vezes (ainda que sempre aos pedaços porque inteira mesmo nunca vi). Sério, a trama dessa história fazia umas suspensões de descrença de fazer até o mais apaixonado por ficção achar que passou do ponto, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Olá,
    Realmente o livro me parece ser bem apropriado para sair de uma ressaca literária. A história é bem livro e apesar de sem previsível, tem vários pontos que conseguem prender a atenção do leitor, deve ser essa igualdade com uma novela. Boa dica.

    ResponderExcluir
  36. Oi, Camila! Nossa, parece ser uma história bem interessante e envolvente. Apenas lendo a sua resenha, também não consegui gostar da Melanie, ainda mais quando você mencionou o que ela fez com o marido e os filhos. Estou curiosa para saber como a Melissa irá reagir após essas descobertas e como será o final dessa história. A sua resenha está ótima, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  37. Olá Camila!!!
    Eu estou sinceramente já presa pelo enredo e sim dar pra perceber um pouquinho de "A Usurpadora" até mesmo pelo que você citou na resenha, mas eu admito que essa é uma das telenovelas que mais gosto e também toda vez que reprisa eu assisto.
    Temos realmente uma Paola e uma Paulina aí nesse enredo e sério já vejo odiando a personagem aí também, além de parecer que teremos uma Stephanie e um Carlos Daniel no enredo também.
    Adorei a resenha e a dica já está anotada!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. Eu nunca assisti A Usurpadora, apenas via algumas cenas ali e acolá. Mas não me interessei tanto por esse romance, não faz muito o meu gênero, apesar de gostar de filmes com gêmeos. Mas fico feliz que tenha te agradado.

    ResponderExcluir
  39. Oi.

    Quando vi a foto da novela, já soube do que se tratava o livro. Assiti A Ursupadora a primeira vez que pass9u na TV, e mesmo achando bem diferente (ainda não tinha me acostumado com as novelas mexicanas), gostei da novela. Acho que por esse fato, eu acabaria gostando do livro, mesmo nunca tendo visto antes,Acho que acabaria gostando da leitura.

    ResponderExcluir
  40. Oii, tudo bem?
    Acredita que eu nunca vi A Usurpadora? Eu sei que ela é super famosa, mas nunca tive vontade de assistir, então ler o livro seria uma experiencia nova para mim, e que eu acredito que vá gostar.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu.

© Cabine de Leitura - 2014 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo